Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Porta Ŋobre

« Se a nobre cidade do Porto é o tronco do ilustre nome de Portugal ... que português haverá que tenha zelo da honra deste nome, que o não tenha também da honra desta cidade. » (Gaspar Estaço)

A Porta Ŋobre

« Se a nobre cidade do Porto é o tronco do ilustre nome de Portugal ... que português haverá que tenha zelo da honra deste nome, que o não tenha também da honra desta cidade. » (Gaspar Estaço)

«A RUA DAS CONGOSTAS, COMO A CONHECI»

«Esta rua, completamente modificada, ou por outra, que desapareceu, deu lugar à hoje rua do Mouzinho da Silveira, na parte que fica entre a rua do Infante D. Henrique e o cimo da rua de São João.

Era uma rua estreita, calçada à romana(1). Ao subir, do lado esquerdo havia uma fonte [ver foto] aonde estavam agrupados os canecos dos antigos aguadeiros (todos estes cidadãos da Galiza) que, com aquela vasilha ao ombro, resguardado por um pedaço de couro afim de não molharem o casaco ou a jaleca, no seu passo cadenciado, levavam a água às casas, subindo quatro ou cinco andares, mediante uma pequena quantia. (...). 

Do mesmo lado existia o restaurante do conhecido e honrado José Villas, muito frequentado pela colónia Inglesa. Tinha um criado chamado Manoel, o verdadeiro tipo de criado antigo, muito dedicado ao seu patrão.

Na mesma rua se encontrava um importante estabelecimento de marcenaria da família Garrido (...). 

Onde está a estátua do Infante D. Henrique era um monte; e paralelo à rua do mesmo nome (antigamente rua dos Ingleses) existiram casas entre Mouzinho da Silveira e Ferreira Borges(2). Onde está o quiosque(3) havia um passo igual ao que está defronte da Igreja de S. Nicolau. 

O Povo, em vez de dizer rua das Congostas, chamava-lhe rua das Cangostas.»

in O Tripeiro, 3ª Série, Junho 1926

_______

(1) - O autor refere provavelmente o facto da rua ser pavimentada com grandes lajes de granito, como se vê em fotografias antigas e ainda hoje em alguns locais da cidade que escaparam às sucessivas remodelações.

(2) - O monte referido - último resquício da antiga cerca do convento dominicano - foi desbastado e as casas referidas demolidas, na sequência da execução do plano de melhoramentos para a cidade de 1881. O objetivo foi a criação de uma praça ajardinada que ocupou parte daquele terreno desaproveitado e um mercado que se traduziu no Mercado Ferreira Borges.

(3) - Este quiosque só desapareceu nos anos 90 do século XX pois eu (e com certeza alguns dos meus leitores) ainda tive a felicidade de o conhecer, talvez com uma face mais moderna mas no mesmo local do original!

fonteCongostas.jpg

A imagem que se pode ver acima é uma preciosa fotografia da fonte da rua das Congostas. Bem visíveis estão os canecos dos aguadeiros e seus donos. Esta imagem foi identificada pelo Dr. Pedro Vitorino em 1931, conforme o relato feito pelo próprio que aqui reproduzo:

«Notando o facto lastimável - a falta no Museu do Pôrto dos elementos indispensáveis para a história da cidade - foi que o grupo recentemente criado dos "Amigos do Museu Municipal" projectou levar a efeito uma exposição de vistas e trechos do Pôrto antigo, que conta em breve realizar. Entre as pessoas mais entusiásticas por essa tentativa de educação pela imagem, conta-se o distinto fotógrafo portuense Snr. Domingos Alvão, meu prezado amigo, que ao mostrar-me há pouco o que já tinha reünido para o certame, me interrogou acêrca de uma fonte que uma esmaecida prova fotográfica fazia reviver.

Que fonte seria essa?

Olhando-a, num relance, ocorreu-me logo uma nota inserta nuns apontamentos manuscritos reünidos pelo pintor Vitorino Ribeiro, a qual dizia: "Esta fonte (das Congostas) tinha a forma de um altar". Essa forma era, na verdade, a que nos mostrava a fotografia. Buscando outros elementos, adquiria dentro em pouco a absoluta certeza.

Possível é, pois, quási cinqüenta anos volvidos sôbre a sua demolição, conhecerem-se as linhas fisionómicas dêsse pequeno monumento arquitectónico.»

in O Tripeiro, 4ª Série, Maio de 1931

 

Pedro Vitorino continua mais à frente descrevendo a fonte, o que prometo ficará para uma publicação seguinte!

 

________

Nota: Publicado originalmente no blogspot em 24/OUT/2009, agora revisto e aumentado.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D