Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Porta Nobre

CONTRIBUTOS PARA A HISTÓRIA DA CIDADE DO PORTO

Curiosidades (2) - Inimizades Absolutamente Liberais

por Nuno V. Cruz, em 13.10.18

Notícias curiosas, algumas inusitadas, que vou encontrando nos jornais do século XIX, é o que pretendo colocar neste tipo de publicação. Os títulos que não se encontrem dentro de «» são de minha autoria e como já vem sendo habitual a ortografia é atualizada exceto em algumas palavras que poderão indicar uma outra pronúncia.

 

 

Inimizades Absolutamente Liberais.

Parte A: « Sr. Redator, Passando um destes dias no Jardim de S. Lázaro observei haver ali um novo Guarda, e ao mesmo tempo fiquei surpreendido vendo no dito um perseguidor meu, e por isso admirei não haver um homem que tivesse prestado serviços à causa que fosse capaz de ocupar aquele lugar; ignoro que fosse o Padrinho que ali o colocou, e para conhecimento do público se estas linhas tiverem lugar no seu acreditado Periódico por isso lhe ficará sumamente agradecido este que se preza ser seu constante leitor e assinante. » (O Inimigo dos Miguelistas)

Publicado n' Vedeta da Liberdade de 22 de março de 1837

 

postlaz.jpg

 

 

Parte B: « Tendo sido há pouco nomeado Vigía do Jardim de S. Lázaro, não posso por isso deixar de entender alusiva à minha pessoa a imputação feita na Carta com que termina a sua folha N.º 67 de 22 de Março próximo passado. E como por factos nada equívocos demonstrei sempre a minha adesão à Causa da Liberdade, muito desejo convencer de caluniador o Autor de tal Carta, sendo para esse fim indispensável que ele se desembuce, e apresente o seu nome. Para esse fim rogo-lhe, Sr. Redactor, a inserção deste convite no seu acreditado Periódico, para que possa justificar-me; ou no caso de silêncio, convencer o Público de que tal imputação não passa de redícula calúnia. Sou Sr. Redactor, etc.» (João Pereira de Carvalho Guimarães)

Publicado n' Vedeta da Liberdade de 4 de abril de 1837

Curiosidades (1) - Falsos peditórios

por Nuno V. Cruz, em 12.08.18

Notícias curiosas, algumas inusitadas, que vou encontrando nos jornais do século XIX, é o que pretendo colocar neste tipo de publicação. Os títulos que não se encontrem dentro de «» são de minha autoria e como já vem sendo habitual a ortografia é atualizada exceto em algumas palavras que poderão indicar uma outra pronúncia.

 

1. Onde se verifica que os falsos peditórios não são invenção do nosso tempo...

« Rita de Cassia de Jesus, desta cidade, faz público : que João da Rocha Passos, morador no largo dos Lóios, desta cidade, sabendo d'uma operação do cancro que a ela foi feita, tomou a infâme deliberação de se servir deste acontecimento, promovendo uma subscrição a favor da operação sem com esta ter relações algumas, e só com o fim de roubar dinheiros, que já tem recebido : a subscrição verdadeira é promovida pelo irmão da dita operada, Antonio Marques de Santos Alão, morador na travessa da Picaria n. 19, bem conhecido pela sua aleijão. Por consequência as pessoas a quem o tal Rocha Passos se dirigir, devem repeli-lo com a indignação que merece o seu péssimo caráter. »

Anúncio publicado na Vedeta da Liberdade de 4 de setembro de 1836